Buscar
  • Cowmeia

Preciso de um ponto comercial para empreender?

Uma dúvida que pode significar a vida ou a morte da sua empresa é qual a ordem dos fatores ao abrir um negócio. Se você não está no comércio e precisa ter contato direto com seu cliente, abrir um ponto comercial, com todo o investimento necessário, pode ser um tiro no pé. Vamos entender isso?

Atualmente, não é mais necessário abrir um ponto comercial somente para a regularização da sua empresa. Para isso, pode-se fazer o registro de um endereço fiscal. E isso é totalmente legal para empresas prestadoras de serviços. Imagina ter que alugar um ponto comercial exclusivamente para ser fiscalizado pelo Estado? Mas pode optar em registrar um endereço válido que possibilite a formalização do negócio.



E para isso, as melhores opções são os coworkings, que além de ser a sede da sua empresa legalmente por um custo baixo, ainda oferece outros serviços que vão ajudar a alavancar seu negócio, trazer o networking necessário para aumentar suas vendas e ainda criar uma rede de apoio importante no dia-a-dia do trabalho de empresário, com fornecedores próximos que vão se tornar parceiros na jornada.


  • O que é?

Para a pessoa jurídica, o domicílio fiscal será equivalente à sede social ou ao lugar onde ele desenvolve suas atividades. Se a pessoa passa a exercer atividades econômicas seu domicílio fiscal será aquele onde centraliza a direção e o gerenciamento de suas atividades. A Lei exige que empresas tenham um endereço para CNPJ, mas nem todas podem alugar um espaço só para se regularizar.

  • E o endereço comercial?

O endereço fiscal é utilizado para o registro da empresa, ou seja, não está relacionado ao local onde a empresa exerce as suas atividades. Essa possibilidade está ligada diretamente a profissionais que atuam como prestadores de serviços, como consultores, profissionais de comunicação, coaches, psicólogos, desenvolvedores, profissionais de TI em geral, e ‘designers’, que não atendem em lugares fixos.



A Declaração de Domicílio Fiscal

Saiba que a Declaração de Domicílio Fiscal é o documento que comprova as finalidades legais no local escolhido por você. Ele pode ser exigido por diferentes motivos, como comprovar o endereço jurídico do negócio, fazer parte de licitações, entre outras. Outro ponto é buscar um profissional de contabilidade para efetivar todo o processo e garantir que nenhum detalhe fique de fora.


  • Tire suas dúvidas

1. O que é domicílio fiscal?

Também chamado de endereço fiscal, o domicílio fiscal é o endereço de registro da sua empresa perante os órgãos governamentais para fins burocráticos, tributários e fiscais.Esse endereço é necessário para documentos oficiais da sua empresa, como no caso de contrato social, e o CNPJ, por exemplo.


2. Quais são as vantagens do domicílio fiscal?

O serviço de domicílio fiscal possui diversas vantagens, como, por exemplo, um excelente custo-benefício, já que você consegue registrar a sua empresa sem precisar alugar ou comprar um ponto comercial, a partir de uma redução de custos significativa. Além disso, você consegue concluir a abertura da sua empresa com uma maior agilidade e menor burocracia do que no caso de um ponto comercial.


3. Como funciona o serviço de domicílio fiscal nas empresas?

O processo funciona da seguinte forma: é realizado o pagamento de uma taxa mensal — em que há uma redução significativa em relação ao aluguel ou compra de um ponto comercial específico — e assim é possível registrar a sua empresa com o CNPJ, receber correspondências, cartas, documentos, entre outros materiais




6 visualizações0 comentário